Evitando pedidos

Postado em Comunicação por

coisinhasdasussu peditório

Ola garotas. Sei que faz tempo, mas enfim… Estamos ai de novo. Esta semana pego carona no último post onde a Mônica do 9ml me sugeriu um assunto bem oportuno. Então farei o seguinte. Dividirei em dois posts para ficar mais interessante. Neste falo sobre o “peditório” e no próximo sobre “parcerias”. Desculpem-me as católicas fervorosas, mas a leitura é meio “agnóstica”…. rs

Quando tinha lá meus 7 ou 8 anos de idade freqüentava a igreja (ainda bem q não faço mais isso) e aprendi uma coisa incrível com o padre. Ele me disse: “Quando precisar de ajuda peça a Jesus que ele te ajudará.” CARACAS! Foi na hora!… “Eu vou é pedir agora seu padre! – Jesus, me ajuda ai meu chapa. Amanhã tenho prova de matemática e não estudei nada. Dá pra dá uma força ai mano?!”. Pronto! Tava feita à perigosa interpretação do mundo de uma criança de 8 anos de idade.

Daquele dia em diante, passei a pedir tudo para Jesus, ele virou meu Big Friend Camarada! O problema é que Jesus era BEM ausente. MUITO ausente… Nem a prova de matemática ele conseguiu me ajudar. E o padre dizia que Jesus era um cara bem ocupado, mas que ele tava me ajudando sim… “Como assim seu padre? Ajudando onde se a prova foi semana passada e eu que me ferrei?”

A sensação de abandono, obviamente, foi aumentando. Comecei a criticar Jesus porque ele não me ajudava em porra nenhuma! (mother fucker). Foi quase uma campanha Comunista Anti-Jesus…rs. Mas ai o tempo foi passando e passando e passando… Tive outros problemas que ele, também, não me ajudou e até que Jesus ficou lá e eu fiquei aqui. Eu com meus problemas e ele com os dele.

Por que essa história toda? Simples. Porque existem muitas meninas que ainda pensam como “Ricardinhos de 8 anos de idade”. Entram em blogs conhecidos e comentam umas duas, três, cinco vezes, sempre com o mesmo discurso: “Fulana, adorei o seu post. Amei de paixão… Dá uma passadinha lá no meu blog depois.”. Não garotas! Não façam isso!… Isso é muito feio! Literalmente é pedir esmola virtual.

É obvio que é necessário se jogar nos blogs e comentar os posts para ser vista e aceita. Mas você nunca será reconhecida se esmolar atenção ou ficar no peditório. Lembre-se de que, quem está do outro lado do blog é um ser humano tanto quanto você. Que também odeia quando as pessoas ficam pedindo e pedindo e pedindo… Tentem fazer diferente.

Ai vai a dica… Da próxima vez que forem comentar algum post faça com que o seu comentário seja tão interessante para o contexto que gere novos comentários. Assim você abre a possibilidade para que todas as leitoras comentem a idéia central e também a sua participação. Deste jeito você ganha visibilidade e o blog visitado muito mais. Este regime de cooperação nas redes é muito mais eficiente do que ficar esmolando visitas. Se o que você comenta faz a diferença para o post é óbvio que as blogueiras vão te visitar. Não porque é bonitinha, mas porque você gera uma coisa importantíssima para todos os blogs: “conteúdo”. E é do conteúdo que gera a “consistência”. E é disso que os blogs se alimentam. Pegando o exemplo do post anterior. Blogs grandes como o 9ml, Mão Feita e Loucas por Esmaltes não tem somente uma grande audiência porque falam de esmaltes. Elas têm audiência porque tem “consistência” nos posts e nos comentários. A audiência não é o importante, tanto que ela sempre esta oscilando. Mas a consistência sim. Isso é essencial.

Para terminar, não acredite que Jesus vai fazer por você o que você mesmo não faz. Vamos parar de pedir e começar a agir, ok?

Bjs a todas.

71 Comentários em Evitando pedidos

  1. Franca

    20/6/2010 às 19h06

    Blogs com posts consistentes recebem mais comentários certo?
    Ok
    Então o seu blog tá mais mole que geléia háháhá 6, 8 comentarios em cada posts há há há
    PÉSSIMO POST.
    Ridículo falar de Jesus dessa forma.
    E mais ridículo puxar o saco de outros blogs para se igualar a eles.
    PATÉTICA VOCÊ

    Responder
    • Ricardo Maruo

      20/6/2010 às 19h35

      Comentário resposta para Franca

      Oi Margareth. Nossa como este post foi “bem interpretado”, hem. rs… Bom de uma certa forma já sabia que ia ter esta repercurssão. Tanto que coloquei um aviso no início do post. Mas vamos lá, respondendo seu comentário.

      Em nenhum momento eu disse que posts consistentes representam mais comentários. É só você ver por exemplo os blogs dos comentaristas da CBN. Tem post que são verdadeiros poemas, mas o número de comentários é bem pequeno. Como disse… Não é a audiência. A audiência sempre oscila. O importante é ser consistente. E ser consistente é exercício e dedicação. Não ache que isso vem de uma hora para outra. Tudo isso é exercício.

      Bom, não vou discutir aqui crenças e dogmas porque cada um tem a sua e não quero violentar nenhum pensamento religioso, pois não é este o objetivo. Agora veja, eu escrevi um post falando da minha infância e de como entendi que Jesus nada faz por mim. Não acho isso ridículo. Acho que todo “significante” que melhore na sua vida pode ser um caminho… Mesmo seja Jesus. Ou Buda, ou Satanás… enfim… melhorou ta ótimo!

      Puxar o saco é uma coisa mais feia que pedir visitas… isso eu concordo. Ficaria bem antagônico eu escrever sobre coisas feias nos blogs se eu estivesse fazendo a mesma coisa, concorda? Ai sim seria um cara bem feio, Menino mal. Ugly boy… Agora veja… Realmente acho que as meninas dos blogs citados já estão de “saco cheio” de tantas pessoas “puxando o saco” delas… Por isso, fica a interpretação. Será que estou puxando o saco delas ou dizendo a verdade? O que não podemos negar é que elas tem sim “muita consistência” para manter os blogs sempre com esse nível.

      Agora, última resposta… Patética??? Me chamou de mulherzinha? Essa eu não aceito…rsrs

      Responder
      • Lilian da Silva Cardoso

        1/1/2011 às 21h55

        Comentário resposta para Ricardo Maruo

        Minha impressão dessa história toda me diverte. E creio que este post me impulsionou a ser e fazer a diferença no meu próprio blog. E eu prestei atenção a isto: estamos vendo coisas tão comuns nos blogs, onde a leitora e a blogueira perdem seus papéis. Você visita o blog por um sorteio bacana, mas nunca para ver a resenha daquele produto, ou o que ela falou sobre tal assunto. Porque é banal o modo como as blogueiras estão falando dos produtos. Elas precisam inovar e ser uma “ponte” para que seus leitores enxerguem suas postagens por um modo diferente, que envolva e coloque aquela ideia fixa na cabeça.
        Enfim, pelo que você falou percebi que quando um blog se torna “digno” você não vai precisar implorar para uma parceria, pois a empresa logo depois de ver e ler o seu blog, vai dar credibilidade a você, ao que teu blog proporciona.
        Ah, se eu estiver meio que bambeando nessas opniões me envie um salva vidas. Beijo.

        Responder
  2. Franca

    20/6/2010 às 19h07

    DUVIDO QUE VOCÊ IRÁ APROVAR MEU POST ANTERIOR HÁ HÁ HÁ HÁ

    Responder
    • Ricardo Maruo

      20/6/2010 às 19h36

      Comentário resposta para Franca

      Por que dúvida??? Eita? Eu duvido você escovar os dentes e assoviar… ai sim é um desafio hem.

      Responder
  3. Ti Sofia

    20/6/2010 às 19h15

    Outro dia eu li um post da Nanda e ela disse “Se o blog é bom, um dia ele apararece”. E concordo com ela e concordo com vc! Eu tenho meus blogs favoritos e mtas vezes não comento. Geralmente quando eu não tenho o que dizer eu abro o link, leio, gosto e saio. Eu tbm tenho um blog e acho falta de respeito com quem teve todo o trabalho de escrever e tal, escrever ” blah blah, passa no meu blog” e a pessoa nem leu o que vc teve horassss pra pensar, formular, escrever corrigir e postar.
    Chato né?
    Agora… essa aí em cima… o que ela não sabe é que quando a gente comenta num blog, tudo fica registrado, cidade, Ip… que feio né? Fica a dica pra ela.
    Eu realmente gostei deste post. 🙂
    Bjs!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      20/6/2010 às 19h46

      Comentário resposta para Ti Sofia

      Ainda bem que entendeu as “entrelinhas” Sofie. Outro dia estava conversando com um jornalista da web e ele me disse que um post que você lê em 5 minutos ele leva em torno de 2 dias para escrever…

      Quer dizer… A pessoa que entra e comenta: “Ei, vai lá visita meu blog”… Será que ela tem a noção do quanto é importante um comentário interessante para dois dias de trabalho? Como disse em posts anteriores. O papel, assim como o teclado aceitam tudo o que vc escreve. Mesmo que seja uma merda ou uma maravilha…

      Também sou como você, se não tenho nada de interessante para comentar, nem me atrevo a escrever…

      Bjs

      Responder
  4. beeanka

    20/6/2010 às 19h44

    O número de comentários não tem nada a ver com a consistência do post ou do blog.
    O LPE tem milhões (haha exagerei) de comentários porque as meninas CONVERSAM entre si lá. Eu brinco que cada post é um mini encontrinho, porque gera discussões completamente adversas e nem sempre relacionadas somente com o que está escrito acima.
    E, convenhamos, entre ter 10 mil comentários com “bonito, me visita” e ter 1 com algo a declarar, prefiro ficar com um. Ou nenhum.
    Até porque se eu tenho assinantes de feed (uma coisa que a Franca não deve nem fazer ideia do que seja), sei que essas pessoam me leem, mesmo que não se manifestem.
    Adoro e odeio feed, ahahahah.

    Enfim.. odeio que puxem o saco, mas odeio mais ainda gente que pede pra puxar o saco.

    Responder
    • Ricardo Maruo

      20/6/2010 às 20h05

      Comentário resposta para beeanka

      rsrsrsrsr… Você não acha engraçado a situação de escrever para ajudar as meninas iniciantes a entender como fucniona o mundo dos blogues, e parace que as únicas que entendem são as que já tem blogs conhecidos… rs.

      Bee você tem razão quando diz que um comentário com algo a declarar vale mais que 10 mil bonitinhos. Bonitinho é o trabalho que dá para criar um post… Caracas, como dá trabalho.

      Sua última frase me fez querer puxar o saco do Loucas…rsrsrsr

      Bjs

      Responder
  5. Lia Domingues

    20/6/2010 às 20h25

    Bom, eu adorei o post… Sou leitora de feed (hehehehe) e muito raramente comento, só qdo é algo q eu realmente veja que vale a pena comentar.
    Como neste caso! 🙂

    E eu tenho um “slow blog”. Escrevo muito vez em qdo, mais pra contar pra família e pros amigos do que pra internet. Algo bem pessoal… É diferente. Gosto de ler blogs, vários tipos, e sempre respeito a opinião (embora às vezes discorde) e o trabalho que dá.

    Bjs!!!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      20/6/2010 às 20h43

      Comentário resposta para Lia Domingues

      Oi Lia. “Slow Blog” é uma ótima definição. Que bom que gostou do post.

      Assim com você tbm respeito muito a opinião de todos, mesmo que não concorde. Talvez esta seja a melhor das democracias, nao é? Imagina se todos tivessemos todos as mesmas opiniões? Que triste né? …

      Fui ver seu blog. Vê lá como isso parece uma crise pós moderna.

      Bjs

      Responder
  6. Yokohama

    20/6/2010 às 20h33

    Eita! Mais um ótimo post Ricardo!
    Não fico chateada quando as meninas deixam comentários com o link de seus blogs, mas tem umas que fazem isso 2, 3 e mais vezes, da mesmas maneira (ctrl+c ctrl+v)… Pior é quando pedem pra seguir de volta, no estilo “se não me seguir dou ‘unfollow’ hein?”…
    Poxa, tem umas que passsam apenas pra deixar propaganda, nem leem o post 😛
    Claro, não fico exigindo que as pessoas seeeempre comentem ou que leiam tudo em um post. Mas se vai comentar, pra mim, tem que ler o post. Se não, comentar o quê? (a não ser que precise entrar em contato, aí é diferente, tem excessões)
    Mas mesmo assim aprovo comentários com “propaganda” e afins, gosto de dar um apoio, mesmo que a pessoa não tenha buscado da forma mais correta.

    Não sei porque algumas pessoas se sentiram ofendidas. O post é pra ensinar, passar conhecimento. Eu mesma já aprendi muito aqui, com esse tipo de postagem. Sei que o Ricardo não quer “tacar pedra” em ninguém…

    Responder
    • Ricardo Maruo

      20/6/2010 às 20h57

      Comentário resposta para Yokohama

      Oi Yoko… Concordo plenamente com você. Se vai comentar leia primeiro para comentar… Isso deveria ser correto não??? Afinal, acho que existe esta lógica no raciocínio, certo? rs… E não acho que devamos rejeitar estes comentários? Só acho que estes comentários só elevam o número de coments… nada mais. Sua audiência hoje pode ser vista por outras formas… Google Analitcs é mais preciso que o número de coments… rs.

      Mas que eles vão continuar existindo e algumas pessoas precisam disso… eu sei que vão. Só espero que não seja eterno… rs. Obrigado por me defender falando que não quero tacar pedra em ninguém… Afinal, acho que já tem gente imaginando fui eu que crucifiquei o cara. E ainda por cima taco pedra nele?! Poxa, ai já muita sacanagem…rs

      Bjs

      Responder
  7. Lola

    20/6/2010 às 21h03

    eu só fico triste porque quem deveria ler esse post não lê ou não entende!
    Tenho a impressão que as midias sociais viraram números: o sucesso, ego, status da pessoa está associado a esses números.
    Uma vez uma blogueira qualquer tentou me insultar dizendo que eu tinha poucas seguidoras no twitter e eu respondi que não estava nem aí para ter mais seguidores que não tinha nem ideia de quantos tinha e ela achou q estava mentindo e eu fiquei com isso na cabeça e só fui entender quando vi algumas pessoas usando script e conseguindo milhares de seguidores de uma hora pra outra e achando isso um sucesso sendo que até uma BBB já ficou famosa (no mal sentido) por fazer o mesmo.
    tenho pena porque é o tipo de comportamente de pessoas que trocam um amigo verdadeiro por mil interesseiros!

    Sussu, desculpe o comentario gigante mas como não tenho blog vim aqui desabafar! SMACK pra vc e pro Ricardão (ja q ele não é mais bobinho como o Ricardinho)

    Responder
    • Ricardo Maruo

      20/6/2010 às 21h38

      Comentário resposta para Lola

      Lola Lola… assim você vai arranjar confusão na internet hem…..rsrsrsrsrsrsr…

      Saiu uma reportagem na Super Interessante outro dia falando que a profissão do futuro é a estatística… Caracas… Mais e mais números estatísticos? Será que a estatística consegue determinar as vezes que eu me emociono com algum post bem escrito? Sei lá… Acho que não. Mas olha. Eu só tenho que concordar com vc. Não é a quantidade de seguidores, mas sim a qualidade… O mais, mais, mais, mais e mais… já não adianta muito. O importante é ter mais e melhor.

      Lembro de um professor de Economia na faculdade. Ele disse: “Por que vocês estão fazendo faculdade? Querem ser bem sucedidos na profissão, ter carreira e ganhar bem?” Silêncio e todo mundo balançando a cabeça… “SIM!”. Ai ele solta essa: “O Tiririca é bem sucedido na profissão, tem carreira, ganha bem e não tem nehuma faculdade.”. Então turma denovo: “Por que vocês estão fazendo faculdade?” Silêncio mortal quase de avestruz.

      Sempre falo para Suzana: “Fazer a diferença é bem simples. Mas ninguem disse que iria ser fácil”

      Para terminar… Ainda sou bem bobinho viu…rs

      Bjs

      Responder
  8. Lola

    20/6/2010 às 21h05

    Só mais uma coisa a galera que acha que ter um grande numero de seguidores a fará ter mais credibilidade e parcerias saibam que isso só funciona para os pseudo analistas de mídias sociais porque os que fazem direito seu trabalho e estudaram um pouco de marketing que seja sabe que mais vale o conteúdo do que o numero de robozinhos, passsarinhos ou caça brindes que te seguem!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      20/6/2010 às 21h39

      Comentário resposta para Lola

      Coitado dos pseudo analistas de mídias sociais…rs. Vou pedir permissão de tira o chapeu p você. Posso? rs

      Bjs

      Responder
  9. Keks

    20/6/2010 às 21h32

    Ai, Ricardo, bem que seria interessante se de fato todas as novas blogueiras lessem suas dicas. Pena que elas não lêem e, se o faazem, não compreendem.

    É uma merda você passar horas, às vezes dias, desenvolvendo uma idéia para um post e essas pessoas não se darem ao trabalho de ler o que você escreve e ainda acharem que você tem a OBRIGAÇÃO de endossar o que trabalho (muitas vezes mal feito) delas.

    Estou envolvida com blogs há quase 10 anos e, por algum motivo, meus blogs sempre foram famosos (meu primeiro, pessoal, bem diarinho mesmo, foi indicado pela FOLHA como um dos 50 blogs mais interessantes da web brasileira em 2003!) e NUNCA pedi “visita meu blog”, as coisas aconteciam por propaganda boca a boca ou porque eu comentava algo que acrescentasse nos outros blogs, gerando visitas e comentários.

    Nunca também exigi ser seguida ou arranjei briga por não ser seguida por alguém mais famoso que eu.

    Honestamente, meu hype eu prefiro em dinheiro. AHAHAHAHAH

    Beijo

    Responder
    • Ricardo Maruo

      20/6/2010 às 21h57

      Comentário resposta para Keks

      O meu tbm Keks…rs. Bonificação de valores sempre…rs

      Tento não me abalar com a idéia de que escrevo para poucas entenderem. Sei que é isso que acontece… Mas espero, de verdade, que um dia possamos modificar o conceito do mercado em relação aos blogs, como disse a Ira outro dia. 10 anos é bastante tempo hem Keks. Imagino que em 10 anos tenha encarado pelo menos 10 vezes mais de pedintes do que o tempo de blog.

      Na net todos sabem que você é uma personalidade. Já saiu em outas mídias e continua saindo, sempre ativa… Agora, acontece comigo e com todos os que se dedicam a um objetivo concreto e provavelmente com você não deve ser diferente. Será que rede sabe que dentro da Keks existe uma pessoa que também sangra, cansa, fica de TPM, e até tem insônia? Provavelmente não. Mas elas sabem que se não tiver post pronto no MF amanhã por exemplo… Ah, tá relaxando hem!. É por ai né? Por isso aquela idéia… Mais e mais não… Melhor sim.

      Bjs

      Responder
  10. Lia Domingues

    20/6/2010 às 21h32

    Ixi, eu quero é o mínimo de seguidores possível! Mas que eles sejam amigos de verdade, não twitto pra ser seguida, mas sim pra interagir com pessoas que eu gosto.

    Ricardo, pois é, vi teu comment, mas era a minha mãe q me chamava daquele jeito, maníaca dispersiva, isso há 30 anos… ou seja, desde sempre sou ligada nos 220V ou mais… r***

    Agora, ameaçar pra conseguir seguidor, ui, que coisa mais adulta! Melhor não ter mesmo esse tipo de “seguidor”. Eu, hein!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      20/6/2010 às 22h02

      Comentário resposta para Lia Domingues

      rsrs… 220V é sempre 220V né… Não adianta nem yoga ou meditação… rs. Os aborigenas tratavam isso com uma plantinha, mas isso é segredo. rs…

      Pois é… Ameaçar seguidoras é bem desesperador né? Mas sei lá né… cada um tem seu método. Eu não acho que deva funcionar… mas… srsrsrs,.

      Responder
  11. Jéssica Melo

    20/6/2010 às 22h48

    Adorei o post Sussu bem oportuno e interessante.
    Estive pensando nisso em relação a parcerias, cheguei a montar um post sobre o assunto que está pra sair. Vejo a mesma postura de muitos blogs implorando comentários e também parcerias, como se fosse disso que fossem viver.
    Opinião honesta, infelizmente, é o que mais falta nessa avalanche de blogs “esmaltísticos”. Parece que todo mundo quer viver de uma eterna troca de favores e se esquecem que opinião formada, honestidade, e principalmente conteúdo e conhecimento é que realmente são a chave para a estabilidade. Seja virtualmente ou em tudo na vida.

    De parabéns como sempre querida sou sua fã mais do que assumida! Beijocas!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 16h42

      Comentário resposta para Jéssica Melo

      Oi Jéssica, tudo bem? Tem razão, hoje parece haver uma corrida desenfreada por liks e parcerias. É obvio que isso é necessário. Mas a pergunta é. Para que né? Semana que vem escrevo um post falando um pouco de parcerias. Você vai ver como a idéia totalmente distorcida… rs

      Bjs

      Responder
  12. Danielle

    21/6/2010 às 00h46

    Oi Ricardo, Oi Sussu, tudo bem com vocês, espero que sim..
    Sabe o que eu acho, primeiro concordo com todas aqui de cima.. infelizmente existem pessoas como a Franca que desrespeitam o trabalho da pessoa por traz do blog, gosto de blogs e tenho muito respeito pelos blogueiros, é uma coisa séria da trabalho, da cansaço, da satisfaçao, penso que tem que ter uma cabeça incrivel pra colocar toda a sua cabeça naquele momento naquele post… como você disse na resposta pra Ti Sofia, tudo o que lemos em 2 minutos ele levou dois dias pra escrever… e acho um cumulo quando vejo alguém fazendo uma coisa dessas como esta fez… deixando ela de lado, gostei muito do seu post não tenho blog mas tenho flickr e isso costuma acontecer até por ali.. bom mas se tivesse eu prefiriria ter poucos comentarios porém amigos e consistêntes, do que breves e só pra marcar presença..
    Isso vale pra tudo né??! Acho que com o tempo os ” bons blogs ” vão aparecendo pra gente.. é como os que eu leio hoje em dia, não lembro como apareceram mas estão nos meus favoritos pro algum motivo né.

    Um beijo grande pra vocês =)

    Responder
    • Sussu

      21/6/2010 às 10h35

      Comentário resposta para Danielle

      Oi Dani,
      Eu vejo seu flirck diariamente, e acho muito legal a interação das meninas, troca informação, uma pena que nem todos saibam aproveitar isso para coisas boas.LEmbro que a algum tempo vc colocou em uma da fotos um textinho que falava que O flirck era para ser algo divertido e proveitoso nao me lembro as palavras ao certo..Isso é algo que todos deveram saber qud topam participar dessas redes, mas infelizmente nao são todos que pensam como nós, né!!
      Adoro seu flirck, fico encantada com suas unhas…tudo fica lindo nelas..rsrs

      Beijos Sussu

      Responder
      • Ricardo Maruo

        21/6/2010 às 17h39

        Comentário resposta para Sussu

        Su. Sem confusão na net hem. rs
        Bjs

        Responder
        • Sussu

          21/6/2010 às 21h25

          Comentário resposta para Ricardo Maruo

          @Ricardo Maruo, Ahahah..Confusão eu??
          Sou praticamente um Ursinho Carihoso…hahahahha

          Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 16h50

      Comentário resposta para Danielle

      Oi Dani. Pois é garota. Blog dá trabalho sim… Aliás, dá trabalho tudo que vc faz com dedicação. Mas é assim que funciona né? O problema é a gente pensar que aquilo apareceu do nada, em um passe de mágica…rs. Igual a uma palestra q assisti um tempo atrás a melhur dizia… “Fulano, mas como você faz para escrever tão bem?” Ai ele disse uma resposta super simples… “Eu estudo!”. Todo mundo ficou com aqula cara de “Ops! Quem mandou perguntar né?”…

      Mas é o que vc disse no final. Acho que é assim que os “bons blogs” vão aparecendo e se firmando.

      Bjs

      Responder
  13. Fernanda

    21/6/2010 às 09h07

    Não tem nada que eu odeio mais que esses pedintes!
    O pior é que os pedintes andam fazendo posts pra reclamar que não ganham esmola, ou seja, agora que não vão ganhar mesmo!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 17h32

      Comentário resposta para Fernanda

      Hahahahah… Fer. Como diria Maria Antonieta. Dê Brioches… rs. Ah Fer, as pessoas sempre vão pedir esmolas. Isso não tem como evitar… O importante não é a esmola, mas sim o que fazer com o pedinte. rs.
      Bjs

      Responder
  14. Kellen Fanchini

    21/6/2010 às 10h07

    Tinha q te uma “franca” pra estraga o post neh…aff, hj, infelizmente, temos aquele tipo de gente que num podem ouvir alguém falar de Jesus sem parecer um pastor evangélico que já fala besteira…

    To loca pelo post das parcerias, pois ultimamente tenho tido lá minhas duvidas sobre esse tipo de coisa

    Mas quanto aos pedidos de visita do blog, sei lá, eu acho legal, eh bom vc fazer isso tipo quando está lançando um blog, fora isso concordo que é chato, mas de primeira tá valendo, afinal, um convite carinhoso até que é legal

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 17h38

      Comentário resposta para Kellen Fanchini

      Oi Kellen. Não sou nenhum opositor religioso como muitos… rs. Mas tenho lá minha opiniões muito bem formandas em relação a isso. E acho bem engraçada a his´toria da blíblia. Saramago disse uma vez que a bíblia era permeada de mals conselhos. Pq era pai matando filho, incesto, etc etc… E é engraçado ver as pessoas lendo este livro… rs.
      Espera o próximo post. Assim como disse a Jéssica, talvez parceria seja bem diferentes do que a gente pensa… rs.
      Não acho errado o fato de pedir visita. Pedir todo mundo pede. O que acho muito feio é o fato da pessoa “sempre” pedir entende… ai é de uma certa forma bem chato. E hoje vc tem vários outros meios de ser seguida. Vai depender muito do engajamento que existe em relação a você e seus público.

      Bjs

      Responder
  15. Mara Cristina T.Celiberto

    21/6/2010 às 12h02

    Sinceramente… Se vc não tem nada de “útil” para falar, então fique calada… Já dizia minha mãe.
    Isto deveria servir para comentários em BLOGS tb…
    Adoro seus posts Ricardo…
    Beijão

    Responder
  16. Evelyn

    21/6/2010 às 15h00

    Olá Ricardo! Olá Sussu! Parabéns!
    Ricardo no começo achei estranha sua “comparação” com pedir à Jesus, mas ao ler o post entendi completamente! rs
    Muito boa a idéia e polêmica pra algumas rs, muito interessante, já e vejo muitas dessas atitudes, gente que passa nos blogs e nem sabe ao certo o que está escrito por lá e dá um crtl+v com a frase:”Amei seu blog, passa lá no meu!” e você tá falando de um problema na postagem, muito horrível! Ainda temos muito que aprender antes de ficarmos escrevendo qualquer coisa por ae!

    Sucesso sempre!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 17h46

      Comentário resposta para Evelyn

      Sim Evelyn. E eu me incluo nisso tbm. A Internet ainda é um ambiente inacabado. Se é que um, dia ele será acabado. Muitos autores dizem que a net 3.0 é a que derá sustentabilidade para ela seguir inalterada… Mas é dificil. E como ela é inacabada, e todos nós estamos na internet, nós tbm somos inacabados. Sartre dizia que ainda estamos por nos fazer. E isso é completamente real. Muitas vezes escrevo coisas que depois olho e digo… caracas, como foi q comentei isso naquele post. Não tinha nada a ver… mas isso é normal. O problema é querer levar isso a diante. E escrever sempre, sem critério, sem pensar antes. Para você acordar e abrir os olhos vc já pensa se vale a pena levantar. Imagina escrever uma coisa que tantas pessoas vão ler. Poxa… é responsabilidade né.

      Bjs

      Responder
  17. beeanka

    21/6/2010 às 15h08

    Kellen.. já parou para pensar que ninguém está interessada em um “convite carinhoso”?
    Aliás, que tipo de afeto você vai ter por alguém que nem conhece?
    Blé.

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 18h07

      Comentário resposta para beeanka

      Bee. Convites carinhosos com ursinhos carinhosos…. rs. Concordo com você. O carinho se constroi com o tempo. Por isso, realmente não existe esse negócio de “convite carinhoso”. O que pode existir é um convite instigante…

      Exemplo: se em um post de esmaltes você vai falar sobre laranja matte plus. Ai encontra um comentário assim: “Achei o esmalte bem normal, agora a beleza da sua mão me deixou estremamente encantado. Decidido a criar uma oportunidade de te conhecer, espero poder toca-la.” O que você faz? Deleta o comentário? Pode ser… mas não antes de vc dar uma passadinha no site para saber quem é o maldito que te escreveu isso. E só foi um comentário instigante… Nada de carinhoso enada de pedido de esmola. Mas de uma certa forma te afetou, ou sentiu raiva, ou repulsa, ou ódio, ou sei lá o que. Afeto é diferente de carinho. Bem diferente.

      Mas ainda fico com o carinho… rs

      Responder
  18. Denise

    21/6/2010 às 15h08

    Adorei o post…mas vê se dá tempo de dar uma passadinha no meu blog…rsrsrsrs. Brincadeirinha!!!Faz tempo que não posto nada no meu blog por falta de tempo mesmo, e também porque já acho que os blogs estão se esvaziando um pouco…de conteúdo e de gente a fim de trocar coisas interessantes…de verdade.

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 18h10

      Comentário resposta para Denise

      Uma verdade concreta Denise. Mas acho que esse momento da transição dos blogs só vem a ressaltar o quanto a separação entre os que são realmente profissionais vão permanecer e os que só estão de brincadeira vão sumir. Acho isso natural.

      Bjs

      Responder
  19. Jéssica Melo

    21/6/2010 às 17h04

    Ricardo vou esperar ansiosa por isso!
    Gosto muito de ver todas nós abrindo os olhos perante atitudes infantis e auto-degradantes como implorar parcerias e comentários.
    Certamente lerei e deixarei minha marquinha.
    Beijocas!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 18h15

      Comentário resposta para Jéssica Melo

      rs… Pode deixar sua marquinha sim Jéssica. Espero que não seja uma marca de reprovado..rs
      Bjs

      Responder
  20. Fernanda

    21/6/2010 às 17h13

    Gostei do post, bem interessante! 😀

    Uma vez até falei disso com a bee no twitter, rs.

    Muitas pessoas comentam no post, mas você vai ver, parece que elas nem leram… Só foram lá, comentaram e pediram uma visita.
    Acho que quando você vê um comentário, que a pessoa realmente leu, é um pouco melhor.
    Mas, no caso do meu blog, nem precisa fazer isso, haha. Sempre dou uma passadinha nos blogs das ”comentaristas”, rs.
    E também, existem outras formas de divulgar seu blog… Como nas redes sociais, por exemplo.

    Acho que o próximo post vai ser muito bom, vou esperar para ver sobre parcerias! 😀

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 18h20

      Comentário resposta para Fernanda

      Oi Fernanda. Pois é… Não parece que as comentaristas tem uma máquininha de comentar onde vc aperta um botão e sai comentário para todos os blogs? De uma só vez? rs… Igual ao retwitter. Tem gente que retwitta tudo que recebe… Nossa parece uma máquina. É incrível o quanto algumas pessoas ainda pensam no “ter mais” e não no “ter melhor”. E todas as ferramentas de redes sociais que a gente encontra são só ferramentas. O que importa é o quanto você faz e qual a sua importância dentro dela. E não o contrário. Divulgar o blog vai depender do quanto o blog é interessante.

      Bjs

      Responder
  21. Mayarinha

    21/6/2010 às 17h41

    “Zoia” eu aqui…Ricardo com mais um post para os calos dos pequenos blogs.Como disse no seu ultimo post existe aquelas que chegam e falam blablabla adorei me visita tá.
    Pruff, entrei nessa “blogosfera” como uma simples leitora apenas para me atualizar…sempre li os posts e tem uns que realmente a gente acha legal mais que não comenta.Como tem aqueles que dá vontade de fazer a redação do ENEM(tipo esse) ahauhauha.Infelizmente estamos sujeitos a tudo, fui convidada pra escrever em um blog,passo por isso de: lindo me visita..tá vou olho se acho bonito respondo e tal + caso contrario pago na mesma moeda hiihhi ah sei lá tem hora que enche o saco e tbm mando um ctrl+c ctrl+v.

    Agradeço a dois blogs por esta metida nesse mundo que é o LPE que já mandei email parabenizado como o da sussu confesso que sumi de uns que só olhava mais agora são poucos que realmente me interessa,
    bjnho aos doiss..

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 18h31

      Comentário resposta para Mayarinha

      Ae garota,… Então quer dizer que não dormiu lend o post? rsrsrs… May, eu acho que essa sua idéia só vem a comprovar o quanto o critério vem sendo organizado pela própria rede. No início da net viamos um monte de gente criando blogs sem saber para que isso funcionava… Depois de mais de 20 anos, podemos ver que a separação dos que eram interessados e dos que não eram vai acontecendo gradativamente. E acho que isso só tende a ficar mais evidente. Por isso vale muito a pena se dedicar ao blog. Eu ainda acho que em um futuro proximo conseguiremos criar uma idéia de profissionalização das blogueiras. Pelo menos este á um dos meus objetivos.

      Tema para redação do ENEM: “Qual a importância das paçoquinhas nas redes sociais?”
      Bjs

      Responder
  22. Nanda

    21/6/2010 às 18h49

    Dias atrás eu me irritei com isso também, vc se esforça, faz e quando vem um comentário é: visita meu blog.
    Ainda mais em blogs de esmaltes que hoje em dia virou chuchu!
    O post que a Sofia citou lá em cima foi o meu, claro que não escrevo da maneira que vc escreve, mas foi apenas um desabafo, fora o famoso: “Vamos trocar links” ou a campanha patética do “comente mais”
    Incomoda pacas!
    Como já disse, meu blog não tem centenas de seguidoras e não tem mil comentários mas eu prefiro que sejam comentários sinceros e não mendigos!
    Adoro o Blog da Suzana e tudo oque vc escreve!
    Parabéns!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 19h32

      Comentário resposta para Nanda

      Oi Nanda. Imaginei que fosse seu blog sim… rs. As vezes visito ele, mas não comento nada. rs.
      Os Blogs que viraram chuchu dava um bom livro hem. rsrs. E sei o quanto é necessário o “desabafo”. Muito necessário mesmo… No próximo post vou falar de parcerias e ai vai entrar a “troca de links”. Aguarda… Vai ser interessante.

      E mantenha sempre sua postura. Ela que vai te levar sempre para o mais interessantes caminhos…. “Se o blog é bom, um dia ele apararece”. E isso é verdade. Afinal, estamos todos tentando fazer algo consistênte.

      Bjs

      Responder
  23. Mayarinha

    21/6/2010 às 19h16

    AS paçoquinhas são muito importante posi geram açucar que se transforma em erngia ai cabe a cada um canalizar da forma que preferiarrr ou no seu tecido adiposo(cm no meu caso) ou em algum blog com ei passa no meu kkkkkkkkkkkkkk
    pq precisa de energia pra isso néh aahuah nem me fale em ENEM já foi kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    bjosss

    aeee e outras as paçoquinhas estreitam laçosss May e Sussu ahauhauahauha

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 19h46

      Comentário resposta para Mayarinha

      rsarsrsrsrsrsrsrs…. O tecido adiposo ajuda como isolante térmico. Não deveria ser uma complicação… rssr… Mas tudo bem. Pela sua resposta quase correta você leva um 9,8 no teste final. rs
      Agora os laços entre as paçoqueiras se resolve com as próprias paçoqueiras… Viu Su… rs

      Bjs

      Responder
    • Sussu

      21/6/2010 às 21h42

      Comentário resposta para Mayarinha

      @Mayarinha, Ahhh,acho que estu no caso de paçoquinhas vão para tecido adiposo…aahhaha

      Que fofa sua frase “”Paçoquinhas estreitam laços May e Sussu” hahaha…Podia virar slogan de Paçoquinhas hein..ahhaha

      Ricardo transforma em desenhos as paçoquinhas May e Sussu..ahahahah

      Beijos Sussu

      Responder
  24. Mila Camargo

    21/6/2010 às 21h03

    Kkkk acabei de sofrer isso agora ao entrar no meu post tinha menina que comenteou em QUASE TODOS e deixou o link do blgo dela fala “se quiser da uma passadinha”. Amei esse momento #revoltada

    Responder
    • Ricardo Maruo

      21/6/2010 às 21h27

      Comentário resposta para Mila Camargo

      Oi Mila. Se ela comentou e o cementário foi interessante ainda é válido. Agora se nem leu e comentou e ainda pediu a “passadinha”. Ai é de revolta mesmo… rs

      Bjs

      Responder
  25. Natália

    23/6/2010 às 02h56

    Nossa falou e disse! Acho que você tirou as palavras da boca (ou dos dedos rsrs) de muita gente.

    É impressionante a quantidade de comentários deste tipo atualmente e mais impressionante ainda a quantidade de blogs novos que são criados por dia! Blogs cada vez com menos conteudo e com pessoas querendo lucrar, achando que ter um blog é ganhar “presentes” de marcas e empresas!
    É enorme a quantidade de e-mails que recebo de “blogueiros” querendo fazer parceria, quando entro no blog ele praticamente não tem posts!

    E realmente é muito chato quando você elabora um super post, poe no ar e quando vai toda feliz olhar os comentarios eles são “propagandas”… Da até um desanimo, né?

    Faço sempre questão de comentar nos blogs que visito, para quas as pessoas por tras do blog sintam que tem alguem do outro lado da tela que se importa com o que elas estao fazendo. Além de fazer questão de ler o post até o final (coisa q quase ninguem faz!)…
    Lembro que no dia 1º de abril a PRIPOKA fez um post pegadinha no blog dela (contando que tinha sido assaltada e tals), mas no final ela dizia que era mentira e qdo fui comentar tinham meninas lamentando, dando conselhos rsrs

    Ma fazer oq né? Existe mta gente querendo tirar vantagem das coisas e achando que tudo sucesso cai do ceu!

    A proposito amei seu post 😀

    Responder
    • Ricardo Maruo

      25/6/2010 às 15h21

      Comentário resposta para Natália

      @Natália, Obrigado Natália. Realmente existe um certo mal neste mundo pós-moderno que é a tendêncai a “super velocidade” e isso provoca uma “super-superficialidade” srsr… Brincadeiras a parte, mas é isso mesmo. Tem gente que lê os dois primeiros parágrafos e acha que sabe do que se trata todo livro. Imagina ler o 1º cap. do livro “Admirável Mundo Novo” e achar que já entendeu o livro todo. Acho pretenção demais ou muita ingenuidade.

      E é isso que esta acontecendo hoje nos blogs. Não acho que os posts devam ser mais curtos. Acho sim que os leitores deveriam ter mais vontade.

      Bjs e aguarde o próximo post sobre parcerias.

      Responder
  26. Sil

    23/6/2010 às 14h14

    Achei bem legal o seu post, estou pensando em fazer o meu blog mais sei que não é nada fácil requer bastante responsabilidade, comecei a visita-los com freqüência e adorei não passo nenhum dia sem verificar as novidades, esse tipo de post serve também para alertar as novas blogueiras a entenderem um pouco desse mundo para não se tornarem chatas.
    Valeu e continue dando as suas dicas dessa forma com sincerida.
    Bjus.

    Responder
    • Ricardo Maruo

      25/6/2010 às 15h23

      Comentário resposta para Sil

      Oi Sil. Se estiver a fim de criar um blog vai fundo. Só fica a dica. Não crie por criar, seja diferente e responsavel. Um blog é como um filho. Responsabilidade e dedicação a toda hora. Isso é o que faz a difença.

      Bjs

      Responder
  27. Paulinha

    24/6/2010 às 00h34

    Adorei o post!!Acabei de fazer um blog e por muita influencia do Coisinhas da Sussu e sempre vou considerar os conselhos dados aqui.Pedi para algumas pessoas me visitarem, mas por gostar do blog e querer que essas pessoas vissem o meu tbm.Tive algumas respostas(poucas, mas sinceras)e de outras nao obtive nem um oi e ai por minha conta resolvi a nao pedir mais nda. Talvez agora entenda o motivo de nao ter obtido resposta, deve ser algo chato mesmo vc escrever e escrever e a única coisa que recebe é um visita lá.
    Obrigada pela dica e aguardarei anciosa o post das parcerias!
    Bjs para os dois!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      25/6/2010 às 15h25

      Comentário resposta para Paulinha

      Oi Paulinha. Não desista. Sempre é válido a dedicação. E como disse a Sil no outro coment. O que conta é sua determinação. Ser diferente requer habilidade para olhar além do comum.

      Bjs

      Responder
  28. Maria B

    26/6/2010 às 15h04

    Olá Ricardo, amei seu post. Não tenho blog,e nem pretendo ter, por total falta de tempo. Amo esmaltes, amo blogs de esmaltes com suas novidades, mas vivo me culpando por ficar tanto tempo na net visitando-os, por isso comento muito pouco.
    Seu post me instigou a comentar. Achei genial o seu ponto de vista sobre religião e sobre o comportamento das pessoas. Passarei aqui mais vezes!
    Bjos

    Responder
    • Ricardo Maruo

      27/6/2010 às 12h19

      Comentário resposta para Maria B

      Oi Maria. Obrigado pelo comentário. Não se culpe por não comentar nada. Tbm, faço isso na maioria dos blogs que visito. Afinal o objetivo de toda informação não é vc repassar pra frente. Mas fazer com que ela te ajude a se transformar. Nada adiantaria se não fosse bom pra você. Sobre o ponto de vista da religião e o comportamento das pessoas ainda tenho muita coisa para escrever. Somos uma nação educada nos modelos religiosos e pouca coisa lógica sai desse pensamento… Se pudéssemos deixar de lado os dogmas e olha o mundo de frente, talvez poderíamos ser mais livres.

      Bjs

      Responder
  29. Verônica

    27/6/2010 às 00h44

    Pra começar já vou logo dizendo que fui pedir a opinião da pessoa que me inspirou a me dedicar ao meu blog que é a talentosa Yokohama e ela deixou um comentário no meu blog dizendo que aqui eu iria encontrar a dica que eu precisava.
    Lendo este post eu acabo por entender que eu sou apenas mais um desses blogueiros que vivem pedindo visita e seguidores,claro que todo mundo que tem um blog e está apenas no início tem suas dúvidas e inseguranças e eu só queria uma simples frase de incentivo e não uma lavada como essa que eu acabei de ler.
    Pessoas como eu que não tem condições de pagar cursos caros e faculdades para aprender o que muitos de vcs sabem buscam conhecimento em outras pessoas mais experientes.Não sou o tipo de pessoas que fica puxando o saco das outras por interesse se eu acho que é bom é e se não…tudo que eu aprendi até hoje foi com muito esforço e sozinha e ainda bem pois já pensou se cada pessoa a quem eu pedisse ajuda me jogasse um balde de água fria como esse.?!!!OBS:Jesus só vai ajudar vc se também fizeres a tua parte.

    Responder
    • Ricardo Maruo

      27/6/2010 às 12h39

      Comentário resposta para Verônica

      Oi Verônica. Bom vc ter escrito. Vamos lá.
      Primeiro. O post inteiro não diz que é errado ou que você vai arder no fogo do inferno se pedir visitas… O que acontece é que existem maneiras mais “inspiradas” para fazer isso. Leia no post e vai entender que antes de você pedir visitas crie contexto para o próprio post. Comente coisas que o administrador do blog leia e diga. “Caracas… Quem é esta menina que esta comentando isso?” Com certeza ela vai visitar seu blog e comentar. Lembre-se… Não importa se você é iniciante ou experiente. O que importa é que você seja interessante. Portanto, não desista do seu blog, mas faça dele um blog interessante para seu público.

      Em relação a ter faculdade e cursos e outras coisa mais… Veja, comecei a trabalhar com redes sociais a apenas uns 3 anos e não fiz curso nenhum para isso. A questão é que o curso, mas sua percepção das coisas e do mundo. E isso não é faculdade ou cursos técnicos que te dão. Isso você conquista vivendo. Olhar o mundo com a mesma lente de quando eramos pequenos não dá. Precisamos trocar a lente para novos horizontes. E começar a fazer as coisas de maneira mais interessante. Assim vale a frase: O carinha não vai fazer nada se você tbm não fizer a sua parte.

      Bjs

      Responder
  30. Verônica

    27/6/2010 às 16h02

    Eu sei que o objetivo do post não foi dizer que é errado as pessoas pedirem visitas mais a forma com que algumas pessoas direcionam isso as outras é que incomoda,como por exemplo:
    Fui pedir uma dica para uma blogueira de como eu fazia para que meu blog pudesse melhorar e ela me deu o link direto desse post.
    Não sou o tipo de pessoa que fica puxando o saco de ninguém mais se alguém pede minha opinião eu tento de alguma maneira ajudar essa pessoa sem parecer que estou querendo dar uma lição de moral.
    Pode ser que não tenha sido a intenção mais a forma como as coisa se procedem é que faz com que a interpretação as vezes não sejam corretas.
    Já não estou mais preocupada com isso mais gostei muito de saber que alguém leu meu comentário.A partir de agora vou comentar sempre que houver algo de interessante pois acho que as pessoas realmente merecem valor por aquilo que elas fazem.

    Responder
    • Ricardo Maruo

      27/6/2010 às 19h26

      Comentário resposta para Verônica

      Verônica veja… Não sei como foi sua conversa com a outra blogueira, mas neste ponto fico com Sartre mesmo. Ele dizia. Não importa o que os outros dizem sobre você. Importa sim o que você faz com o que os outros dizem sobre você. Portanto, não é o fato dela ter ou não indicado este ou aquele post, mas sim o que você fez com esta informação. Eu sinceramente acho que você aproveitou. Portanto, tá valendo né?

      Bjs

      Responder
  31. Verônica

    27/6/2010 às 23h12

    Valeu Ricardo abração deixa isso pra lá que já é passado!!!

    Responder
  32. Natalia

    30/6/2010 às 23h22

    Olá Ricardo, amo seus posts, me divirto com seu humor.
    Gostei muito desse post tmbm, mas para ser franca só não gostei do exemplo que vc deu de Jesus… por favor não me leve a mal, vim em missão de paz.
    Sou evangélica e devota de Jesus, Deus e Espírito Santo, rs. E confesso que é um pouco chato ouvir ou ler coisas vão contra o que acreditamos e ou adoramos. Assim como por exemplo alguém que é fã de Crepúsculo ler ou ouvir que o filme é sem graça, e que o lobinho branquelo é horroroso de tudo, a menina protagonista tem cara se songa-monga-olho-de- peixe-morto e o outro, ah ele é bonitinho.
    Esses iriam com toda armadura de xingo para cima de quem postar isso. “Não só devotos de Jesus são assim, como fãs de alguma coisa tmbm.”
    Enfim, devemos respeitar a opnião de todos.
    Não concordo com a atitude da “Franca”.
    Não somos obrigados a pensar como fulano, mas devemos respeitar a opnião dele. Eu mesma poderia fazer um mega comentário de criticando, mas não faço pois respeito sua opnião. Por favor novamente não me leve a mal, não estou te dando lição de moral, afinal quem sou eu pra fazer isso.
    Vc não sabe quantas das suas seguidoras são evangélicas, portanto manera um tiquinho nos coments sobre Jesus.
    Please ^^*.
    Obs: Jesus faz o que é impossível, o que está ao nosso alcance é trabalho nosso. Portanto, Ele só faz a parte difícil porque a fácil ele nos capacita para fazê-las.
    A bíblia relata sim casos de incesto, homicídios entre parentes etc. mas em nenhum momento ela apoia tal atitude.
    Pelo contrário, mostra que no final todos sofreram consequências de seus atos. E instrui a não fazermos o mesmo.
    Putz religião é complicado.

    Agradeço por suas dicas,rs. Me ajudam muito ,pois estou começando um blog.
    Desculpa se fui extensa, e por favor não me interprete mal.

    Um grande abraço, e continue nos ajudando !!

    Responder
    • Ricardo Maruo

      1/7/2010 às 12h14

      Comentário resposta para Natalia

      Oi Natalia. É muito bom ler o que vc escreveu. Afinal, debates sobre religiões são sempre enrriquecedoras, mas é óbvio que nunca vão acabar, né… rs. Mesmo assim não quer dizer que devemos parar de debater… Veja, não sou contra nenhuma religião ou agrupamento de pessoas seguindo alguma crença. Acho que as religiões aproximam pessoas e criam comunidades e oportunidades e nenhum ser humano consegue viver isolado. Já tive muitos amigos protestantes e me dava muito bem com eles, tenho amigos católicos, espíritas, budistas e até macumbeiros. E convivo tranqüilamente com eles. Óbvio, só quando entra uma discussão sobre quem é certo ou errado, ai o bicho pega..rs. E tbm conheço pessoas que são fanáticas por Crepúsculo e são uns verdadeiros chatões… rs.

      A questão é que não é a religião o problema. Religiões, crenças e verdades sempre existirão e sempre teremos pessoas que acreditam que o caminho que seguem ou deixam de seguir é o mais correto para chegarmos a salvação. O problema mesmo está no “dogma” Natália. Este sim eu combato sempre. O dogma faz com que a verdade seja uma só, e não dá abertura para novos horizontes. Assim se uma pessoa acredita com muita fé que Deus vai cura-la da doença que tem, acaba atribuindo o trabalho dos médicos e enfermeiros a Deus. Assim como se outra pessoa não acredita em Deus e tem muita fé na ciência acaba atribuindo sua cura toda a ciência. Eu acho que ambas opiniões são dogmáticas. Quando na verdade o que realmente te curou foi tão somente a sua força de vontade de identificar que tinha uma doença, buscar ajuda médica, acreditar que iria se curar, ter fé na cura e seguir em frente com o tratamento todos os dias. Veja, não existiu nenhuma outra força no Universo que te ajudou a não ser a sua própria inteligência, perspicácia e força de vontade. É por isso que eu acredito tanto no ser humano. Ser humano é muito mais divertido do que Ser Divino. rs.

      Platão disse a 2600 anos atrás. “Uma vida não questionada não merece ser vivida.” – Questionar talvez se o sentido da nossa vida.

      Bjs

      Responder
  33. Bebs

    2/7/2010 às 05h26

    Conheci este blog lendo o Mão Feita, vendo as meninas comentarem sobre a Sussu (Su, você é uma fofa!) e, além de ter gostado do conteúdo em geral, achei muito bacana vocês criarem essa série de posts pra ajudar quem está começando. Sua abordagem é ótima, Ricardo. Pena que muita gente não sabe interpretar direito esse tipo de texto e deixam de aproveitar as dicas preciosas.

    Resolvi comentar neste post, especificamente, porque você falou das pessoas que nem leem os textos direito e só deixam comentários pra pedir acessos… Isso me lembrou de outro tipo de “comentarista” bem chato, dos que tratam a relação blog-leitor como serviço-consumidor. Aquele povo que se acha no direito de ter algum controle sobre o que você produz, ignorando que a premissa de um blog é, primordialmente, ser um espaço pessoal pra você se expressar livremente sobre algo que lhe interessa, sem obrigações ou amarras … ¬¬

    Claro que quando você é consciente, valoriza as pessoas que se identificam contigo e te acompanham, e sente a responsabilidade em manter uma comunicação legal com elas. Você se preocupa em fazer com que se sintam bem no seu “cantinho” e dá importância ao feedback dos leitores (dicas bacanas, críticas construtivas, etc)… Mas o que muitos não entendem é que continua sendo o SEU cantinho, com a sua identidade, e é muita folga quererem moldá-lo conforme acham mais cômodo.

    Eu também tenho um blog (sobre games), com mais 4 amigas, e somos super abertas à crítica construtiva. Dar valor ao feedback dos nossos leitores sempre nos ajudou muito e, se viemos melhorando com o tempo, em grande parte foi por causa disso. Mas já nos deparamos váaaarias vezes com cobranças “abusadas”. Vou dar três exemplos, dentre os casos mais recentes:

    1 – Leitor dizendo que post longo dá preguiça de ler, que DEVERÍAMOS ter escrito menos. Isso porque era review de um jogo, mas pelo jeito nosso amigo acha o tamanho de um tweet mais do que suficiente pra isso. Respondemos que se ele achava texto longo ruim, simplesmente não lesse.

    2 – Leitor reclamando que não postamos com frequência as notícias “quentes” do mercado de games. Desde o começo foi claramente explicado que nossa abordagem é não ser apenas mais um dos milhões de sites/blogs meramente informativos, que ficam toda hora atualizando com as novidades dos games. Nossa intenção é falar sobre videogames de maneira variada e descompromissada, abordando os mais variados assuntos relativos a esse universo, sempre colocando as nossas opiniões. E isso pode se dar na forma de divulgar notícias que achamos interessantes, revisar um jogo, relembrar um clássico, criar um post mais cômico, entre outros.

    3 – Leitor dizendo que devíamos fazer posts em vídeo, porque é mais prático e “melhor” pra acompanhar. Respondi que se quiséssemos fazer vídeos, teríamos criado um canal no Youtube em vez de um blog.

    Sentiu o nível da coisa, né? xD
    Não sei se vocês já tiveram comentários “abusados” por aqui, mas tava pensando que seria um bom tópico pra você abordar num futuro post desta série, hein? Porque muita gente que começa blog não tem noção do que pode receber em termos de feedback dos leitores e se assusta. Eu já vi gente se chocando tanto com isso que chegou a fechar blog recém-iniciado. =(

    Nossa, fiquei aqui digitanto, digitando, digitando… E acabei de me dar conta que o comentário ficou gigante! Acho que foi mais um desabafo do que um comentário! hahaha
    Desculpa aí o “livro”, Ricardo! Mas seu post foi tão bom que me despertou uma vontade de colocar tudo pra fora. hehehe xD

    Su, seu blog é lindo, bem cuidado e super gostoso de ler. Me identifiquei mais ainda porque sou designer (tô me formando em desenho industrial agora). Adorei e passarei a visitar sempre! 😉

    Bjão pra vcs!

    Responder
  34. Marcela

    4/1/2011 às 15h01

    Ricardo, faltou só uma coisinha na sua “parceria” com Jesus: “50 X 50”!!! hahahahahaha…

    Post legal!

    beijos

    Responder
  35. Carmen Marinho dos Santos

    25/1/2012 às 11h13

    OI, Ricardo,o que me trouxe para este post foi o título,li todos os comentário e pensei cá comigo mesma…Estou iniciando nesse ¨trem¨de blogs,e
    não é fácil, ter seguidores…até porque não sabemos, se o que escrevemos está correto e tem consistência ou está uma droga…Se ele chama a atenção esteticamente ou não…Ou como colar os blog que sigo na lateral direita ou esquerda…Ou como colocar links…Perguntar para quem…Parece que todo mundo sabe, mas não quer ensinar uma iniciante…São muitas dúvidas,o que devo fazer…Então resolvi,visitar os blogs, ler o que me instigou…e comentar…E quando gostei muito do que vi e li, resolvo seguir e em muitos casos, me inscrever para receber as novidades e assim não perder o contato ou esquecer aquele blog que conheci e gostei.
    E foi isso que aconteceu aqui, com o teu blog.Aprecie bastante o debate, embora, não concorde com a parte que fala sobre Jesus.Acho que me alonguei demais.
    Um abraço.

    Responder

Deixe um comentário